Últimas notícias

Caso Marielle: Bolsonaro é citado na investigação e se desespera em live

Presidente gravou vídeo ao vivo no Facebook para rebater JN; visivelmente alterado, atacou a TV Globo e o governador Wilson Witzel.

Por Crítica21 com informações do JN/TV Globo
29/10/2019

A edição desta terça-feira (29) do Jornal Nacional, da TV Globo, trouxe novas revelações sobre o caso dos assassinatos da ex-vereadora Marielle Franco (PSOL) e de seu motorista Anderson Gomes. Segundo as revelações do JN, a Polícia Civil do Rio de Janeiro teve acesso ao caderno de visitas do condomínio na Barra da Tijuca, zona sul do Rio, cujas anotações apontam que um dos acusados de participar do crime teria recebido autorização para ir até a casa de Jair Bolsonaro no dia dos assassinatos, em 14 de março de 2018.

Foto: reprodução/Facebook J. Bolsonaro

Acusado de ser o motorista do carro usado no crime, Élcio Vieira de Queiroz teria anunciado na portaria do Condomínio Vivendas da Barra que iria visitar Jair Bolsonaro, que é dono de duas casas no local. Segundo a investigação, o porteiro ligou para a casa 58, da família Bolsonaro, e teria recebido autorização do “seu Jair” para ingresso de Élcio, porém o acusado teria ido até a casa do ex-policial militar Ronnie Lessa, acusado pelo Ministério Público e pela Delegacia de Homicídios de ser o autor dos disparos que mataram a vereadora e o motorista. Então o porteiro teria ligado de novo para a casa 58 e uma voz que ele identificou como sendo de "seu Jair" teria dito que sabia para onde foi Élcio.

Conforme o JN, no dia da visita, Bolsonaro estava em Brasília e não em sua casa no Rio de Janeiro. Em live no Facebook logo após a exibição da matéria, o presidente se defendeu das acusações e atacou a TV Globo e o governador Wilson Witzel. Visivelmente alterado, Bolsonaro sugeriu que pode não renovar a concessão pública à emissora. Usou termos como “patifaria” e “canalhice” para se referir à Globo e afirmou ter sido o governador Witzel o responsável pelo vazamento da investigação, tomando por base a revista Veja.

Assista à integra da live de Bolsonaro:

Nenhum comentário