Últimas notícias

Lula priorizou direito à alimentação, diz relatora da ONU

Hilal Elver destacou as políticas do governo Lula de combate à fome e à miséria em debate na Califórnia, Estados Unidos.

Da Assessoria de Lula, com informações da FAO
20/02/2019

Foto: Ricardo Stuckert
A relatora especial da ONU para o Direito à Alimentação, Hilal Elver, destacou em debate na Califórnia, nos Estados Unidos, o legado do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no combate à fome e a à miséria.

“Experimentamos várias políticas positivas de alimentos garantindo o direito à alimentação em todo o mundo e isso ficou particularmente evidente na América Latina. 
No Brasil, José Graziano da Silva tornou-se o primeiro ministro dedicado à segurança alimentar sob a administração do presidente Lula da Silva, que priorizou o direito à alimentação e à segurança alimentar da população brasileira”, afirmou a relatora.

Elver ressaltou o governo brasileiro, sob a presidência de Lula, e com Graziano como ministro, tirou 20 milhões de cidadãos da pobreza extrema e, desde 2015, o país não faz mais parte do Mapa da Fome da FAO.

A experiência de sucesso no combate à fome no Brasil contribuiu para que Graziano, anos mais tarde, tornasse diretor-geral da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura.

Direito
O Direito à Alimentação está incluído na Declaração Universal dos Direitos Humanos, que foi endossada por todos os países há mais de 70 anos. Também é garantido em muitos instrumentos internacionais e constituições nacionais. No entanto, os números globais de desnutrição mostram que muitas pessoas não têm acesso regular a uma dieta saudável.

Nenhum comentário