Últimas notícias

Gazeta do Povo: Bolsonaro faturou R$ 4,2 milhões em auxílio-moradia e salários extras como deputado

Durante a pré-campanha à Presidência, o então candidato defendeu os privilégios: “não abro mão do que tô recebendo”.

Com informações da Gazeta do Povo
23/03/2019

O presidente Jair Bolsonaro recebeu R$ 1,8 milhão em salários extras, oficialmente chamados de ‘ajudas de custo’, e mais R$ 2,4 milhões em auxílio-moradia, entre 1995 e 2018. Em valores atualizados pela inflação, o montante chega a R$ 4,2 milhões. Ele recebeu seis ajudas de custo em 1996 e 1997, sem contar o 13º salário. Em 24 anos, embolsou 62 salários extras.

Foto: José Cruz/Agência Brasil

O levantamento foi feito pela Câmara dos Deputados, a pedido do jornalista Lúcio Vaz, com base na Lei de Acesso à Informação. O atual presidente ainda gastou R$ 4 milhões (valor corrigido) nos últimos dez anos com despesas como divulgação do mandato e passagens aéreas, conforme pesquisa feita pelo jornalista.

O blog de Lúcio Vaz enviou questionamentos à Presidência da República. Mas a resposta foi: “O Planalto não vai se pronunciar”.

Durante a pré-campanha eleitoral, o então candidato à Presidência foi questionado por uma pessoa interessada em apoiá-lo sobre os privilégios aos políticos. Bolsonaro tentou justificar, mas acabou por defender as regalias dizendo: “não abro mão do que tô recebendo, deixo bem claro isso aí. (...) Se eu abrir mão disso, eu não tenho como viajar de avião pra Brasília (...)”.

Assista ao vídeo com a resposta de Bolsonaro:




Edição: Crítica21

Nenhum comentário